Preloader

Cadeia madeira e móvel italiana demonstra otimismo

Em comunicado oficial à imprensa global, a Acimall (Associação Italiana dos Fabricantes de Máquinas, Produtos e Serviços para Madeira) demonstrou otimismo com os caminhos da cadeia madeira e móvel na Itália, apesar da situação delicada referente às novas ondas de Coronavírus em diversos mercados. Isso porque, o quarto trimestre de 2020 trouxe uma tendência econômica positiva para o setor no País — um dos mais influentes do mundo.

O segmento de tecnologia (máquinas, equipamentos, soluções e serviços) da indústria de madeira e móveis italiana registrou, então, 3,7% de crescimento nos pedidos entre outubro e dezembro do ano passado em comparação com o mesmo período de 2019. Destaque, nesse sentido, à retomada no mercado interno, com um aumento de 7,3%. Entre os clientes internacionais, porém, o crescimento foi de 4%, considerado bom, mas tímido diante da relevância do país europeu nas exportações globais na área.

CADEIA MADEIRA E MÓVEL ITALIANA - ACIMALL Q4 2020

Pesquisa revela nível de confiança na indústria italiana

O levantamento trimestral do Gabinete de Estudos da Acimall sobre uma amostra estatística de empresas de máquinas, equipamentos, produtos e serviços para a cadeia madeira e móvel italiana indica que a carteira de encomendas é igual a 3,2 meses (contra 3,1 no trimestre anterior). Demonstrando também um aumento de preços de 1,2% desde o início de 2020. Com isso, as receitas aumentaram 17,2% no quarto trimestre do ano passado em comparação com 2019.

Entre os entrevistados na pesquisa, 50% indicaram uma tendência de produção positiva; 6% negativa; e 44% estável. O emprego está estável de acordo com 78% da amostra. Os estoques disponíveis também estão estáveis ​​do ponto de vista de 56% dessas empresas.

É interessante notar que, de acordo com a pesquisa de previsões, 50% da amostra espera uma tendência estável para as exportações; 39% preveem uma consolidação da recuperação; e 11% temem uma redução das atividades de comércio exterior. As expectativas para o mercado interno também são diferentes: 45% acreditam que os negócios crescerão ainda mais; 33% esperam uma tendência estável; 22% veem uma possível redução no futuro.

Futuro da cadeia madeira e móvel italiana

“Não há dúvidas, portanto, de que os últimos meses de 2020 mostraram que a indústria italiana pode enfrentar os desafios atuais. Reafirmando, assim, sua vocação para exportar e mantendo o foco no mercado interno, que continua sendo um dos mais importantes e exigentes em escala global”, ressalta Luigi de Vito, presidente da Acimall. “Embora o primeiro trimestre de 2021 apresente uma tendência animadora em toda a cadeia de abastecimento, porém, precisamos nos manter cautelosos e esperarmos pelos próximos trimestres antes de podermos dizer que o mercado está se recuperando.”

Um apoio significativo nessa direção, acredita-se, deverá vir do plano de transição da Indústria 4.0 e da extensão dos incentivos para a compra de novas tecnologias, implantados pelo governo italiano para os próximos dois anos. Continuaremos de olho!

Siga-nos nas redes sociais!

Veja também