Como a variação de renda reflete no consumo do brasileiro

Como a variação de renda reflete no consumo do brasileiro

Compartilhe nas redes!

Compartilhe nas redes!

drops-setor-moveleiro-laercio-comar

A dinâmica é simples: menos renda, menos consumo. A variação de renda no Brasil somada ao aumento da informalidade no trabalho, bem como à inflação e os juros em alta, vêm causando efeitos já consideravelmente negativos na indústria e no varejo brasileiro. Com lojistas comprando, mas com mais cautela, já pisando o pé no freio no volume e no valor dos pedidos às fábricas de móveis.

Pontos, aliás, que se refletiram também na Black Friday deste ano: com receita aparentemente superior, mas queda no volume de vendas.

Efeitos da baixa na renda dos brasileiros no consumo, Auxílio Brasil, indicadores econômicos, inadimplência, produção e venda de móveis, além de previsões para 2022, veja esta e outras notícias analisadas por Laercio Comar, CEO da ADDE – Indicadores de Apoio à Gestão, no Drops Setor Moveleiro desta semana.

Clique para assistir!

Laercio Comar Colunistas Plataforma Setor Moveleiro Economia Indústria Inteligência de Mercado

 

Deixe Um Comentário

  • Categories: Feiras

    Chegamos em 2022 e com isso também ao retorno gradual dos eventos presenciais no Brasil. Primeira feira do setor moveleiro […]

  • Categories: Design

    Um novo ano começou e a verdade é que vivemos um momento de otimismo cauteloso, uma esperança ainda tímida, mas […]

  • Categories: Indústria

    Em mais uma alta consecutiva, o Brasil exportou cerca de US$ 87,2 milhões (FOB) em móveis prontos e colchões apenas […]

Notícias em Destaque

  • Categories: Indústria, Notícias

    Abaixo do desejado desde dezembro de 2019, o nível dos estoques de produtos finais, que atingiu nível crítico no segundo […]

  • Categories: Indústria

    Na semana passada, nós falamos sobre as oportunidades para os móveis brasileiros nos Estados Unidos – clique para ler. Enquanto […]

  • Categories: Indústria

    A produção industrial no Brasil caiu 0,4% na passagem de agosto para setembro deste ano. Esta é a quarta queda […]

Assine
a nossa
Newsletter

    Opinião