Preloader

Como engajar sua marca de móveis nas redes sociais em 2023?

Como engajar sua marca de móveis nas redes sociais em 2023 - Plataforma Setor Moveleiro

Na semana passada nós apresentamos AQUI as principais tendências para a área de Relações Públicas nas empresas moveleiras e como elas podem beneficiar o seu negócio. Agora, então, é hora de entender melhor como aplicá-las e, mais especificamente, como engajar sua marca de móveis nas redes sociais em 2023. 

Sim, a gente entende que esta é uma das maiores preocupações atuais de qualquer marca. Por isso compilamos os principais insights (e também dicas!) levantados pela Oficina Consultoria, especializada  em reputação e gestão de relacionamento para empresas, no assunto, para ajudar a ampliar o alcance e o engajamento da sua marca nas redes. Ponto essencial para a sobrevivência dos negócios na era digital, em especial agora, que os consumidores finais passam a conhecer, a valorizar e a apoiar cada vez mais suas decisões de compra nos fabricantes de móveis.

Boom no áudio social

Novas ferramentas vêm impulsionando o chamado “áudio social”. Ou seja, uma subclasse de mídias sociais que designa o uso de áudio como seu principal canal de comunicação, usando voz para passar uma mensagem.

Depois do boom da plataforma ClubHouse no início da pandemia e a onda de podcasts que se mantêm até hoje, ganhando o YouTube e o Spotify,  outras mídias sociais vêm investindo em ferramentas nesse sentido. Exemplos são:

  • Facebook: reação de soundbite.
  • Twitter: Tweets de voz e TwitterSpaces.
  • Linkedin tem eventos de áudio.

Gaming é o novo ‘playground’ em mídia social

Jogos oferecem pilhas de oportunidades para marcas e empresas. E, sim, é possível apostar em gamificação para ampliar a interação com clientes e possíveis clientes, bem como para criar experiências memoráveis de compra e com a marca. 

Um dos maiores polos moveleiros do Brasil, a cidade de Bento Gonçalves (RS) ganhou no final de 2022 um centro de inovação, o Inova Bento, que nasce de uma aliança estratégica entre o Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC-BG), a Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul (Movergs) e a prefeitura. Entre os principais pontos a serem trabalhados por lá estão aqueles relacionados à indústria 4.0, inteligência artificial, internet das coisas, experiência do usuário, infraestrutura de comunicação, além de ESG, cidades inteligentes, materiais avançados e, claro, gamificação. 

O marketing de gamificação permite que a coleta de dados sobre os clientes e suas preferências gerais de produtos seja realizada de uma forma mais leve e, por vezes, mais efetiva.

Conteúdo em tela cheia

À medida que mais plataformas oferecem suporte para os recursos na telinha, o conteúdo pode ser aproveitado em alcance estendido. Por isso, prepare suas campanhas de modo a atender a essa tendência. 

BeReal & Instagram: valorize autenticidade nas redes sociais em 2023

O Be Real foi eleito o aplicativo do ano no App Store Awards 2022, sendo o vencedor entre os aplicativos de iPhone e acendendo o alerta para o Instagram e o TikTok.

A mecânica desse novo aplicativo, que incentiva seus usuários a serem reais e autênticos, é fotografar com a câmera frontal e traseira, simultaneamente, algo corriqueiro, vivenciado no momento em que o app notifica a liberação diária e única.

E o mobiliário, claro, é sempre parte de qualquer situação em nossas vidas, em especial aquelas mais despretensiosas, de descanso e rotina. Que tal apostar em campanhas que sigam essa tendência de abraçar a autenticidade das nossas vidas e das nossas casas ou escritórios, por exemplo?

Ascensão do nanoinfluenciador e do conteúdo gerado pelos usuários

Influencers com menos de 10 mil seguidores e conteúdo gerado pelo usuário estão em alta. Os nanoinfluenciadores representam 90% das campanhas de marketing bem-sucedidas e conversam muito bem com a ideia de autenticidade citada acima. Com os nanoinfluenciadores, portanto, e até mesmo clientes do dia a dia, sendo ótimos exemplos para campanhas mais despretensiosas, reais e próximas do público que se quer conquistar.

IA assume a criação de conteúdo e o rastreamento analítico

A Inteligência Artificial, também conhecida como IA ou AI, tem dominado o mundo. Além da onda de retratos que dominou o Instagram nas últimas semanas, cresce também o número de usuários do ChatGPT, software que automatiza certos trabalhos como redigir postagens em mídia social ou descobrir novos canais de publicidade, por exemplo. E a estimativa é que ainda cresça muito mais, 120% ao ano no mercado. A Microsoft Corp está em negociações para investir US$10 bilhões no negócio como parte do financiamento que valorizará a empresa em US$29 bilhões.

Ao passo que, sim, o software e outras ferramentas podem colaborar e muito para o desenvolvimento de estratégias de marketing da sua marca nas redes, eles não devem substituir o conteúdo  personalizado e autêntico. Na contracorrente do acúmulo digital, o fator humano vai ser um grande diferencial competitivo para as marcas, especialmente no atendimento e comunicação. 

Reinado do conteúdo independente nas redes sociais em 2023

Segundo a IDC, empresa de inteligência de mercado que examina também o comportamento nas redes, aplicativos e diferentes dispositivos, estima-se que em 2026, os gastos com conteúdos de criadores independentes, online, chegarão a US$40 bilhões em todo o mundo. Desafiando, assim, a hegemonia das grandes empresas de mídia e confirmando o poder do aspecto humano que reforçamos ali em cima. 

E o que mais esperar e aplicar na comunicação dos negócios com vista a expansão das marcas moveleiras em 2023? Continue nos acompanhando aqui na Plataforma Setor Moveleiro. 

Veja também