Preloader

Impacto inflacionário no setor de móveis: indústria e varejo

Impacto inflacionário no setor de móveis: indústria e varejo - Plataforma Setor Moveleiro

Impacto inflacionário – Ontem nós falamos aqui na Plataforma Setor Moveleiro sobre como a indústria brasileira de móveis alcançou o melhor resultado do ano em volume produzido para um mês em novembro de 2022. Se você ainda não leu, CLIQUE AQUI

Outra novidade positiva trazida pela nova edição da “Conjuntura de Móveis”, estudo desenvolvido pelo IEMI para a ABIMÓVEL (Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário), é a assinalação de queda no preço médio de produção de móveis, que ao recuar 0,71% em novembro, ficou em R$ 190,06 por peça. 

Apesar de cair apenas 0,86% no ano, a tendência de queda nos preços de produção nos últimos meses na indústria, pode vir a trazer algum alívio também na ponta. Com o impacto inflacionário sobre os preços dos móveis no varejo fechando o ano com uma carga de +18,38%. Pesando, claro, na decisão e no poder de compra do consumidor brasileiro.

ipca-dezembro-2022-abimovel-conjuntura-de-moveis-600x219

Impacto inflacionário e preço dos móveis no varejo

O preço médio dos móveis no varejo, segundo levantado pelo IEMI para a ABIMÓVEL, foi de R$ 270,54 por peça em novembro de 2022. Queda de 0,43% frente ao mês anterior. Em dezembro, porém, o preço do mobiliário voltou a subir com o impacto inflacionário: 1,57% comparado com novembro, chegando a R$ 274,79 por peça.

Já o preço médio dos colchões no varejo atingiu R$ 585,76 por peça em novembro de 2022, apresentando queda de 2,51% em relação a outubro. No último mês do ano, por sua vez, houve leve aumento de 0,8% sobre novembro, ficando assim em R$ 586,23 por peça.

Apesar dos preços altos devido à carga inflacionária sobre o setor, o volume de vendas de mobiliário no varejo nacional foi de 34,5 milhões de peças no penúltimo mês do ano. Desempenho que representou uma alta de 20,2% na passagem de outubro para novembro de 2022. Com o acumulado no ano caindo de -11,4% para -11,1% até novembro.

Em valores, as vendas de móveis foram de R$ 10,4 bilhões em novembro: alta de 19,7% na comparação com outubro e registrando aumento de 2,6%.varejo-de-moveis-out-2022-Conjuntura-de-Moveis-ABIMOVEL-600x360

 

Nós falamos mais sobre o desempenho do varejo moveleiro no último mês de novembro no artigo “Balanço 2022: vendas de móveis e colchões cresceram 20,2% no varejo em novembro, diz ABIMÓVEL, clique e confira. 

Veja agora um resumo dos principais indicadores apontados na Conjuntura de Móveis nos meses de novembro e dezembro de 2022:

resumo-conjuntura-de-moveis-nov-dez-2022-abimovel-768x434

Veja também