Preloader

Produção Industrial apresenta primeiro mês de crescimento de 1,1% no ano, mas setor de móveis registra queda

A indústria geral alcançou um marco importante em 2023, registrando o primeiro mês de crescimento positivo. De acordo com a mais recente Pesquisa Industrial Mensal (PIM), divulgada pelo IBGE, a produção industrial do país teve um avanço de 1,1% em março, em comparação com o mês anterior.

Esse crescimento é especialmente significativo, considerando que nos dois meses anteriores houve uma queda acumulada de 0,5%. No entanto, enquanto a indústria em geral celebra esse progresso, o setor de móveis enfrenta um mês desafiador, com uma queda de 4,3% na comparação mensal.

As principais influências sobre o índice geral positivo vieram dos setores de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (1,7%), máquinas e equipamentos (5,1%) e equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (6,7%).

Frente a março do ano passado, a indústria avançou 0,9% e o resultado positivo atingiu 11 dos 25 ramos pesquisados. No campo positivo, as principais influências sobre a indústria nacional vieram dos setores de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (11,2%) e indústrias extrativas (3,3%).

Do lado das quedas, as atividades que exerceram maior influência foram produtos químicos (-9,5%) e metalurgia (-5,4%). Outros destaques no campo negativo foram os setores de produtos de minerais não metálicos (-7,3%), produtos de madeira (-15,5%).

Indústria geral apresenta primeiro mês de crescimento de (1,1%) no ano de 2023. Fonte: IBGE

Bens duráveis fornece saldo positivo para a indústria de móveis

O setor de bens de consumo duráveis teve um avanço significativo de 11,1% em março de 2023 em comparação com o mesmo período do ano anterior, marcando a terceira taxa positiva consecutiva nessa comparação. Nesse mês, o setor foi impulsionado principalmente pelo crescimento na fabricação de automóveis (10,6%) e de eletros “linha branca” (24,7%) e “linha marrom” (23,4%). No entanto, os móveis têm novamente um avanço mais modesto, com um aumento de 4,4%.

Embora os móveis tenham conquistado uma fatia menor do mercado em comparação com os outros setores mencionados, esses resultados ainda refletem um desempenho positivo e uma demanda crescente por bens duráveis.

Primeira PIM Regional da indústria

Desde a década de 1970, a Pesquisa Industrial Mensal (PIM) tem sido responsável por fornecer indicadores de curto prazo sobre o desempenho real das indústrias extrativas e de transformação. A partir de março de 2023, a divulgação dos índices mensais de produção industrial passou por uma reformulação abrangente.

Em abril também foram divulgados, pela primeira vez, os resultados da PIM Regional. Na passagem de fevereiro para março, a produção industrial brasileira avançou 1,1%, com crescimento em 11 dos 15 locais investigados pela Pesquisa Industrial Mensal (PIM) Regional.

As maiores altas foram registradas pelo Mato Grosso (9,3%), Amazonas (8,7%) e Pernambuco (8,1%). No acumulado trimestral, a indústria caiu 0,4% e as taxas negativas foram verificadas em 13 dos 18 locais pesquisados.

​​No lado das quedas, a maior influência veio do Paraná (-1,3%), tendo a maior influência negativa vinda do setor de produtos de madeira, que acabou eliminando o ganho verificado no mês anterior, de 0,3%.

Clique aqui para lembrar da Produção Industrial Mensal (PIM) de fevereiro, publicada pela plataforma Setor Moveleiro, quando a indústria de móveis vinha apresentando alta.

Veja também