A importância do bom relacionamento com fornecedores diante a crise de abastecimento

A importância do bom relacionamento com fornecedores diante a crise de abastecimento

Compartilhe nas redes!

Compartilhe nas redes!

Relacionamento com fornecedores – É uma máxima no setor moveleiro em praticamente todo o globo: Com o avanço da pandemia, mais rapidamente se alastraram e mais óbvios se tornaram também as deficiências da cadeia. Com a crise no abastecimento de produtos base para a indústria apresentando-se como o calcanhar de Aquiles na recuperação do setor em diferentes mercados e estremecendo bastante a relação entre fornecedores e fabricantes.

O risco de desabastecimento, vale enfatizar, já era um tema em pauta mesmo antes da Covid-19. A Pesquisa Global Chief Procurement Officer, realizada em 2019 pela Deloitte, mostrou que 55% dos participantes de nível executivo estavam focados na redução dos riscos previsíveis da cadeia de suprimentos. Hoje, essa porcentagem é provavelmente maior. Com os impactos das medidas de contenção da disseminação do vírus seguida pela explosão de vendas no varejo de móveis criando um cenário muito mais complicado do que se poderia prever.

Relacionamento com fornecedores como fator decisivo

Em tempos como este, porém, como já falamos por aqui, a simples “caça às bruxas” pouco de produtivo realmente traz ao futuro do setor moveleiro. Pouco resolve. Sai na frente, indiscutivelmente, as indústrias que mantenham o melhor relacionamento com seus fornecedores.

Quem se lembra do Webinar “Overview 2020: Das incertezas à euforia”? “Painel, ferragens, espelhos, parafusos… a indústria testou todos os limites de seus fornecedores neste período. Estes que, por sua vez, também se agilizam na busca por adequarem sua capacidade produtiva e de distribuição às necessidades pontuais do mercado – num cenário de prazos oscilantes, em que, claro, relacionamento, histórico e jogo financeiro entre ambas as pontas poderá ser decisivo nessa corrida contra o tempo [prazo-demanda].” Pois se antes arriscamos o palpite – “poderá ser decisivo”. Agora já podemos dizer que, de fato, “é decisivo!”.

“Certifique-se de que seu relacionamentos com fornecedores não sejam apenas transacionais. Por exemplo, ter um vínculo mais estreito com um fornecedor pode ajudá-lo a mitigar obstáculos na cadeia de suprimentos por meio de trocas mais transparentes e isso é muito bem-vindo sobretudo em momentos inesperados. Essas dificuldades têm aumentado desde que a Covid-19 atingiu o palco global. Sairão melhor aqueles que já tenham um relacionamento sólido”, opina Serenity Gibbons, contribuidora da editoria de negócios da Forbes.

7 maneiras de melhorar seu relacionamento com fornecedores

Obviamente, porém, ter uma conexão mais colaborativa com os fornecedores demandará tempo e recursos. No entanto, o investimento traz uma série de benefícios que te ajudarão, inclusive, a melhorar sua competitividade no mercado – prazos, preços, diversidade de catálogo etc. etc. “Você perderá menos tempo se preocupando com aquisições e desfrutará de maior eficiência interna, o que resultará em melhores níveis de serviço. E esses resultados são apenas a ponta do iceberg”, acredita Serenity.

Interessado em mudar a maneira como você aborda suas relações com os fornecedores? A especialista no melhoramento das relações nos espaços de trabalho compartilha algumas sugestões.

  1. Aborde desafios, preocupações e ideias com antecedência

Quando você tiver uma preocupação, pegue o telefone e fale com seu fornecedor. Primeiro, porém, releia o seu acordo contratual. Você pode ter expectativas que não estão descritas em seu contrato. Ou seu fornecedor pode não estar cumprindo as expectativas acordadas. Use o que você tem ali oficializado em papel como um trampolim para discussões honestas. Se o seu negócio envolvia um aperto de mão e nenhum contrato, crie um para obter os dois benefícios.

  1. Certifique-se de obter o melhor negócio

Você fica acordado na cama pensando se está pagando muito aos fornecedores? Pare de se preocupar com preços e fique tranquilo configurando sua empresa para obter os melhores preços. Por exemplo, você pode desejar ingressar em uma organização de compras em grupo como parte de sua estratégia de compras abrangente – algo que já vem funcionando em alguns pólos moveleiros no Brasil. Esses grupos oferecem um tremendo poder de negociação, porque você não é apenas uma voz. Mas, sim, faz parte de um coletivo. Além da compra coletiva, tente negociar diretamente com seus fornecedores. Você pode se surpreender com o quão abertos eles estão quando você realmente tem uma conversa franca e comprometida com a compra.

  1. Pague seus fornecedores pontualmente, sempre

O fluxo de caixa continua sendo uma grande preocupação para todas as empresas, incluindo seus fornecedores. 61% das pequenas empresas consideram o fluxo de caixa uma grande luta, de acordo com a inteligência do Quickbooks. Mas você tem o poder de ajudar seus fornecedores a reduzir as dores de cabeça do fluxo de caixa, melhorando as margens de negociação – o que é ótimo para a sua própria empresa no fim das contas. Como? Sendo o cliente que sempre paga. Não perder uma nota fiscal mostra que você os valoriza e entende suas necessidades. Com o tempo, você pode acumular “moeda de relacionamento” suficiente para obter descontos especiais por manter os pagamentos em dia. Caso você possa fazer isso, o pagamento antecipado, aliás, pode ser uma boa jogada nesses tempos de altíssima demanda.

  1. Fale sobre outras oportunidades de trabalhar juntos

Quando foi a última vez que você agendou uma reunião com seus principais fornecedores para discutir parcerias? Mesmo que você precise organizar uma teleconferência uma vídeo-chamada em vez de um almoço presencial, faça isso. Durante a discussão, veja se vocês podem ajudar uns aos outros. Talvez você possa trocar referências ou introduzir figuras de segmentos não concorrentes, mas que poderiam se complementar. Agora é definitivamente o momento para a criatividade, e muitos de seus fornecedores provavelmente apreciarão a chance de inovar.

  1. Nomeie um membro da equipe como diretor de compras

Se você começou seu negócio do zero, provavelmente não nomeou um diretor de compras. Isso significa que você provavelmente tem vários funcionários que lidam com diferentes aspectos de sua cadeia de suprimentos. Para otimizar seu sistema interno, nomeie alguém como gerente de relacionamento com fornecedores (SRM). Ter essa figura bem definida facilita o atrito e cria conexões com seus fornecedores. Especialmente na indústria moveleira, onde lidamos com tantos distribuidores e insumos diferentes. Além disso, seu gerente de relacionamento com o fornecedor pode se tornar o especialista em cadeia de suprimentos de sua empresa. Certifique-se de apoiá-lo por meio de treinamento imediato e contínuo para obter os melhores resultados gerais.

  1. Use a tecnologia a seu favor

Sua empresa provavelmente usa uma ampla variedade de tecnologias para melhorar sua eficiência e melhorar a experiência do cliente. Você também pode usar soluções de tecnologia para melhorar o relacionamento com seus fornecedores. Por exemplo, você pode investir em tecnologia baseada em nuvem que permite que você e seus fornecedores se comuniquem de forma privada. Ou talvez contar com a tecnologia para garantir que está rastreando o estoque com mais sucesso. Quando você sabe do que precisa – e quando precisa -, pode compartilhar as informações com os fornecedores.

  1. Mude para fornecedores que se alinham com sua visão e missão

Talvez você esteja chegando ao fim de alguns contratos com fornecedores. Por outro lado, você pode estar em um estágio de solicitar lances de fornecedores para algo novo de que precisa. De qualquer forma, olhe além do preço mais baixo. Em vez disso, concentre-se no alinhamento. Idealmente, seus fornecedores e atacadistas devem compartilhar sua visão de mundo corporativa e visão de marca. Caso em questão: se você está anunciando sua organização como amiga do meio ambiente, seus fornecedores não deveriam ter uma missão semelhante? Ao se associar a fornecedores em sincronia com o que é mais importante para sua empresa, você constrói confiança de forma natural. Além disso, sua base de clientes apreciará que você não apenas fale, mas faça o que diz.

Enfim, falamos bastante da necessidade de união nesse momento. Sabemos, porém, que nem sempre podemos ter muitos aliados no mundo dos negócios. Tenha certeza, então, de que seus relacionamentos com fornecedores não sejam apenas transacionais. Em vez disso, veja-os como oportunidades para aumentar a credibilidade da indústria, ajudar outras empresas parceiras a ter sucesso e expandir o alcance do seu próprio negócio. Pode até não ser uma solução para o problema do abastecimento em si, mas os seus negócios e os seus clientes certamente agradecerão.

Deixe Um Comentário

  • Categories: Marketing

    Colchões Castor – Chegar aos 60 anos em boa forma não é uma missão simples. Exige jogo de cintura, muita […]

  • Categories: Indústria

    Indústria moveleira – Acompanhando as oscilações no mercado moveleiro nacional, impactado, entre outros motivos, pela instabilidade econômica e a retomada […]

  • Categories: Feiras

    Fornecedor na cadeia moveleira – Enquanto muitos consumidores direcionaram seus recursos para realizar melhorias em suas casas durante os últimos […]

  • Categories: Varejo

Notícias em Destaque

  • Categories: Indústria, Notícias

    Abaixo do desejado desde dezembro de 2019, o nível dos estoques de produtos finais, que atingiu nível crítico no segundo […]

  • Categories: Indústria

    Na semana passada, nós falamos sobre as oportunidades para os móveis brasileiros nos Estados Unidos – clique para ler. Enquanto […]

  • Categories: Indústria

    A produção industrial no Brasil caiu 0,4% na passagem de agosto para setembro deste ano. Esta é a quarta queda […]

Assine
a nossa
Newsletter

    Opinião