Rodadas de negócios on-line: o futuro do setor moveleiro?

Rodadas de negócios on-line: o futuro do setor moveleiro?

Compartilhe nas redes!

Compartilhe nas redes!

Lá em meados de julho de 2020, quando alguns ainda confiavam na possibilidade da realização de eventos no segundo semestre do ano, batemos um papo com Marco Sabetta, diretor-geral do Salão do Móvel de Milão, sobre o futuro das feiras no setor moveleiro. E, claro, a pergunta que pairou no ar não poderia ter sido diferente: “como a pandemia irá redefinir a forma de expor produtos e fazer negócios no setor?”

Mais de um ano depois do surto do novo Coronavírus ter sido oficialmente considerado uma pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS), coletamos evidências suficientes para entender algumas das mudanças que já ocorrem na dinâmica dos negócios moveleiros. E, bem, bons exemplos acontecem aqui mesmo, no Brasil.

Conectando fabricantes de móveis e lojistas nacionais

Ainda na ocasião, apontamos um case em ascensão nesse sentido: o da Movelpar, que começava a reestruturar seu modelo de negócio para se adequar às necessidades que surgiam no novo momento. Apesar da esperança em uma recuperação mais rápida do que a de fato vivenciamos, a organização da feira foi ágil em optar por postergar a realização do evento físico para 2021, entre os dias 20 e 23 de setembro. Mas essa adequação foi muito além e é esse o ponto que queremos chegar.

Com tempo até a nova data, mas sem poder perder a conexão com seus expositores e visitantes — afinal, os negócios não podem parar e vivemos um momento histórico de demanda por móveis —, os organizadores da Movelpar recriaram o cronograma do evento dividindo-o em três momentos. Passando, assim, a integrar soluções digitais para criar oportunidades de interação e vendas remotas, enquanto a feira não chega.

A primeira ação, a Movelpar Conference, ocorreu em janeiro. O evento digital reuniu grandes nomes do mundo dos negócios, do marketing, indústria e outras áreas correlatas de dentro e fora do setor para dois dias de conferência on-line. Você pode rever a programação aqui. Entendendo que mais do que incentivar a troca comercial, o momento era de compartilhar conhecimento e novas estratégias de mercado, o evento foi de fato um sucesso. Provendo o setor de informações e novas ideias, então, agora é hora de partir para a ação. A próxima etapa no cronograma da Movelpar 2021 são as Rodadas de Negócios On-line.

Rosana Belo, presidente do Expoara

Para Rosana Belo, presidente do Expoara, a proposta das rodadas é manter essa aproximação entre fabricantes expositores e seus clientes. “Reinventamos o nosso modelo de negócio, pois além do evento presencial, estamos levando aos nossos clientes a possibilidade de algo a mais. Quando realizamos a Movelpar Conference foi desafiador, pois sabíamos que tínhamos que suprir uma necessidade do momento e também trazer algo inovador ao mercado. O desafio acabou gerando uma grande repercussão. Agora vem a Rodada de Negócios em maio, que é o segundo momento da Movelpar 2021. Assim, transformamos uma dificuldade em oportunidade e estamos proporcionando isso aos nossos expositores.”

Rodada de Negócios Movelpar 2021

Agendada para o dia 13 de maio, a ação permite que os expositores da feira tenham uma agenda de encontros —  virtuais — com potenciais compradores nacionais de acordo com o segmento de atuação e com os interesses da própria marca, que pôde sugerir lojistas nacionais (clientes-alvo) para interagirem.

Os expositores preencheram um formulário onde relataram os produtos fabricados pela indústria, enquanto os potenciais compradores também receberam formulários para indicação dos itens de interesse. O cruzamento dessas informações indicará as agendas nas rodadas de negócios. Aproximando quem compra de quem vende, mesmo em face às diversas restrições sociais e de mobilidade que vivemos atualmente.

Exportações no setor moveleiro: rodadas de negócios on-line permitem prospecção de negócios com compradores do mundo todo

Com as exportações brasileiras de móveis em pleno vapor — reveja os últimos números neste artigo —, a modalidade de rodadas de negócios on-line também foi adotada para a realização do Projeto Comprador. Iniciativa da Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (ABIMÓVEL) e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações (Apex-Brasil) por meio do Projeto Brazilian Furniture.

Tendo como principal objetivo o incremento às exportações do setor moveleiro nacional, eram tradicionalmente promovidas centenas de rodadas de negócios com empresas internacionais a cada evento apoiado pela ABIMÓVEL. Atraindo, assim, compradores dos mais distintos países para as feiras locais e colocando o Brasil no mapa de oportunidades de diversos mercados-alvos. O que parecia impensável de se dar continuidade num mundo sem eventos físicos e de mobilidade restrita. Não fosse, claro, a tecnologia e a estrutura que felizmente o projeto tem à disposição atualmente.

Realizado em plataforma digital pensada de maneira prática, segura e com todo o aporte do time do Brazilian Furniture, o formato possibilita, então, que empresários brasileiros ampliem seu leque de compradores em escala global, bem como aprimorem seus mecanismos de exportação, mesmo em meio à pandemia e suas implicações.

Rodadas de negócios locais para vencer a crise de matérias-primas

Os bons resultados das rodadas focadas na exportação de móveis inspiraram a ABIMÓVEL a criar o Projeto Fornecedor, com o piloto da ação ocorrendo durante esta semana. Na busca por vencer a crise no fornecimento de insumo e matérias-primas para a fabricação de móveis — um dos principais problemas da atualidade em nosso setor —, o Projeto Fornecedor cria oportunidades de negócios e conecta os diferentes elos da cadeia produtiva dentro do  Brasil, reunindo fornecedores e compradores nacionais.

Encurtando distâncias, promovendo a integração da cadeia e movimentando negócios em escala local, portanto, a ação possibilita alternativas mais práticas e economicamente sustentáveis de suplantar a supervalorização do frete internacional e a variação cambial desfavorável para a importação.

A Internet em favor do setor moveleiro

Como já pontuamos inúmeras vezes, acreditamos que não exista contato melhor do que o humano e que não haja plataforma melhor do que as feiras para reunir profissionais do setor moveleiro em tão larga escala, fazendo-se mais do que negócios, parcerias duradouras.

O futuro das feiras e das rodadas de negócios, no entanto, depende de organizadores e expositores dispostos a adotar de vez a tecnologia, sobretudo os benefícios da Internet nas negociações remotas, como parte oficial do escopo dos eventos. O que envolve também a utilização de recursos de Realidade Aumentada e Virtual, webrooming, aplicativos e hotsite, entre outros, com foco na exposição virtual de produtos para o mercado B2B (business to business). A hora é de pensar fora da caixa, mas de agir dentro da rede!

Siga-nos nas redes sociais!

2 Comments

  1. […] eventos cada vez mais figitais — ou seja, com ações tanto no plano físico quanto no digital, confirmando o que falamos na semana passada —, a organização apostou em atividades exclusivas também em aplicativo e em […]

  2. […] Enquanto ainda não podemos correr o risco da realização de eventos físicos, as rodadas de negócios on-line têm sido uma grande aliada na prospecção e fechamento de parcerias nacionais e internacionais. Nós publicamos recentemente um conteúdo sobre o assunto: “Rodadas de Negócios On-line: o futuro do setor moveleiro?“. […]

Deixe Um Comentário

  • Categories: Feiras

    Ocorreu na tarde de ontem, 29 de junho, a 3ª edição do PAINEL SETOR MOVELEIRO. Após duas edições com grande […]

  • Categories: Varejo

    Enquanto os preços dos móveis vêm subindo no varejo, as vendas em volume de peças caíram 6,7% na relação do […]

  • Categories: Feiras
  • Categories: Demanda em Foco

    Tema bastante interessante, trazendo-nos diversos insights para nos ajudar a entender como crescer em um mercado cada vez mais árduo, […]

  • Categories: Marketing

Notícias em Destaque

  • Categories: Indústria, Notícias

    Abaixo do desejado desde dezembro de 2019, o nível dos estoques de produtos finais, que atingiu nível crítico no segundo […]

  • Categories: Indústria

    Na semana passada, nós falamos sobre as oportunidades para os móveis brasileiros nos Estados Unidos – clique para ler. Enquanto […]

  • Categories: Indústria

    A produção industrial no Brasil caiu 0,4% na passagem de agosto para setembro deste ano. Esta é a quarta queda […]

Assine
a nossa
Newsletter

    Opinião