Preloader

Varejo de móveis fecha 1ª semestre em queda

varejo-de-móveis- 1-semetre-2022-plataforma-setor-moveleiro

Varejo de móveis – Continuando com o sobe e desce no setor moveleiro em 2022, numa cadeia que ainda vem se reorganizando após dois anos intensos de altas históricas e problemas intrincados, a última edição da Pesquisa Mensal do Comércio, PMC, indica, preliminarmente, que as vendas de móveis no varejo caíram 6,8% no acumulado do primeiro semestre de 2022, em relação a igual período no ano passado.

No montante acumulado nos últimos 12 meses até junho, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), responsável pelo estudo, apontou queda de 11,1% na categoria.

Resultados puxados, entre outros pontos, pelo desempenho do setor no último mês de junho, quando houve queda de 17,4% em relação a junho de 2021. Este número havia sido de -6,7% em março e de -9,3% em abril, demonstrando um ritmo cada vez mais negativo nas comparações mensais.

Nas passagens dos meses, por sua vez, o IBGE não aponta os resultados mês a mês apenas da venda de móveis de maneira isolada. Quando se trata da categoria como um todo, contudo, “móveis e eletrodomésticos”, esta oscilou 0,7% de maio para junho deste ano. Nesta comparação, o montante é inferior aos meses anteriores.

tabela_Indicadores_de_volume-de-vendas-no-varejo-de-móveis-plataforma-setor-moveleiro

 

Houve crescimento, como esperado, no faturamento do setor moveleiro no fechamento do primeiro semestre de 2022: +6,9%. Isso, considerando os reajustes verificados no IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).

varejo_de_móveis_tabela_Indicadores_de_receita_nominal

Varejo de móveis & Varejo geral

No varejo geral, após os quatros primeiros meses de 2022 registrarem crescimento no volume de vendas na margem, os resultados de maio e junho invertem a trajetória, com -0,4% em maio e -1,4% em junho.

O resultado de junho está -4,6% abaixo do máximo da série, registrado em outubro de 2020, e 1,6% acima do patamar pré-pandemia, em fevereiro de 2020.

Assim, o primeiro semestre de 2022 fecha acumulando alta de 1,4% ante o primeiro semestre de 2021.  Nos últimos 12 meses, contudo, houve queda: -0,9%. Apontando, assim, ritmo menos intenso no varejo nacional.

Varejo Experience

Ocorre nesta semana, nos dias 17 e 18 de agosto, o Varejo Experience Brasil, um dos maiores  eventos de troca de experiências entre grandes profissionais do varejo nacional.

Nos dois dias, ocorrerão palestras com  figuras renomadas discutindo o varejo atual e do futuro, seus impactos na sociedade, na geração de lucro e, claro, a rápida transformação do segmento devido às tecnologias, novos formatos de compra e relacionamento com o cliente.

Confira a programação de palestrantes: https://www.varejoexperience.com.br/

 

Veja também